Decálogo da Aprendizagem

SuperMemo lhe ajuda a organizar aprendizagem e minimiza tempo necessário para repetições. Porém, não é a fórmula definitiva para o sucesso na aprendizagem. É provável que a mera personalidade do estudante torne o método SuperMemo inútil em uma proporção significativa de usuários potenciais. O problema principal, como em muitas outras atividades humanas, é a perseverança. Somente indivíduos fortemente motivados podem persistir em repetições que podem se tornar insuportávelmente monótonas. Para outros, a carga mental e o gasto de tempo a curto prazo parecem obscurecer benefícios a longo prazo. Porém, ainda há mais obstáculos que aguardam um estudante desprevenido. Os mais importantes são discutidos nas seções seguintes:

  1. Repetições regulares
  2. Seleção de material
  3. Moderação
  4. Simplicidade
  5. Univocalidade
  6. Concentração
  7. Consciência das fases mentais passada por um estudante típico
  8. Prazer
  9. Saúde
  10. Decálogo mnemônico

Repetições regulares são críticas para seu sucesso

A razão mais freqüente para falta de sucesso com o SuperMemo é a falta de regularidade e perseverança. De fato, repetições irregulares estão fora da definição do método de SuperMemo. Nenhuma surpresa então que para aqueles que faltam com a regularidade o sucesso de não seja vindouro. As sessões regulares do SuperMemo são uma de suas mais duras exigências e requerem muita força de vontade e determinação. Realmente, o SuperMemo não só é uma terapia boa para memória fraca, como também ajuda a desenvolver uma força de vontade de aço. A importância da regularidade surge do fato que o SuperMemo calcula intervalos ótimos que devem separar as repetições, e não permite ao estudante tardar ou avançar repetições. Isso não deve ser interpretado como um capricho do método, mas como uma característica inerente da memória. Cada dia de atraso, não só aumenta a proporção de itens esquecidos, mas também resulta em uma acumulação inevitável de trabalho que tem que ser feito nos dias seguintes. Isto impõe tensão adicional no estudante que, com cada dia que passa, fica menos inclinado a fazer as repetições. No SuperMemo, são obtidos os melhores resultados quando o estudante usa o método diariamente durante o mesmo período de tempo. Trabalhar dia sim dia não, embora menos efetivo, é muito melhor que trabalhar semana sim semana não, etc. O estudo sistemático com o SuperMemo é uma condição sine o qua non para o sucesso, e aqueles que não pretendem estudar regularmente não deveriam esperar o programa compense sua preguiça. Parafraseando um provérbio famoso você poderia dizer que SuperMemo é como sexo: você não pode mandar alguém fazer por você. Trate suas repetições como trata seus rituais religiosos ou fisiológicos diários

Seleção de material: você pode não aprender tudo

Como o SuperMemo torna a aprendizagem fácil, você pode ser tentado a aprender muito mais do que realmente precisa. Só com o tempo você descobrirá a verdadeira extensão de conhecimento que pertence a seu interesse e o fato de que, apesar do SuperMemo ser extremamente eficaz, ele não é onipotente e em tempo limitado, lhe permite dominar somente uma quantia limitada de conhecimento. Trabalhando sem moderação, cedo ou tarde, você será subjugado pela quantia de repetições, e descobrirá que a verdadeira capacidade de SuperMemo (o throughput) é proporcional à cota diária de tempo dedicada a ele.

Estudar com SuperMemo impõe uma limitação rígida na quantidade de conhecimento novo que pode ser aprendido ao longo do tempo, e requer uma seleção particularmente precisa do material. Ao escolher os fatos e regras para se lembrar, você deve usar principalmente o critério da aplicabilidade. Muitos itens podem parecer valer a pena se saber, mas por causa da capacidade limitada de memória, somente uma fração pequena deles pode ser dominada e a escolha deve favorecer itens de aplicabilidade mais alta em situações do dia-a-dia. Você não desperdiçará muito tempo ao incluir itens que acha que se lembraria de qualquer maneira apenas porque os aplica muito no seu cotidiano. Então, é melhor sempre errar no lado seguro e incluir todos os itens importantes que você não que plena certeza que vai se lembrar. Quanto à seleção do material de aprendizado, outro princípio geral é que você deve dominar os aspectos mais fundamentais do assunto a ser aprendido primeiro e entrar em detalhes em fases mais avançadas do trabalho. Desmembrar meticulosamente página por página de livros de ensino costuma produzir um excesso de detalhes em detrimento do conhecimento principal. Um aspecto psicológico importante da abordagem do geral-ao-especializado é que com ela você pode primeiro descobrir o valor do conhecimento perfeito dos fatos mais fundamentais da sua área cedo e assim ficar mais encorajado em ampliar sua coleção em áreas mais detalhadas. Com um certo assombro, você notará como fatos e regras novas se encaixam no que você já aprendeu.

Bom fundamentos tornam mais fácil a inserção de conhecimento novo, fornecem encorajamento adicional para estudar e o livram da impressão insalubre de que se está adquirindo mais conhecimento apenas por adquirir.

Moderação

É um caso freqüente um estudante usando o SuperMemo, pasmado com resultados obtidos por um amigo que usou o método, embarcar em um programa excessivamente ambicioso para ganhar novos conhecimentos. O que se costuma normalmente superestimar é a sua própria capacidade de aprendizagem e também perseverança. O SuperMemo não garante que um estudante terá êxito. Isso requer algumas habilidades e uma estratégia de trabalho que se desenvolva em um período longo de tempo. O fato de um estudante poder memorizar um miríade de itens em pouco tempo não necessariamente significa que o mesmo estudante terá bastante perseverança para sustentar repetições do material memorizado. Nem garante que os itens aprendidos estão estruturados corretamente e serão mantidos em memória tão facilmente quanto foram memorizados. Dois fatores aumentam os perigos da falta de moderação:

  1. A velocidade da aprendizagem diminui substancialmente durante o primeiro ano de uso do SuperMemo e o declínio é ainda mais visível nas primeiras poucas semanas
  2. Aprender material novo é muito mais fácil que reter o conhecimento adquirido em memória. itens mal estruturados normalmente revelam a sua intratabilidade apenas depois de muitas repetições

Antes de começar qualquer processo extenso de expansão de sua coleção, é absolutamente necessário que o estudante examine a sua habilidade para:

  1. formular itens simples, claros e unívocos (com quase nenhuma exceção, novatos tendem a criar uma quantidade imensa de itens mal-estruturados),
  2. trabalhe continuamente durante um tempo mais longo com o SuperMemo (Apenas os mais persistentes conseguem sustentar maratonas de memorização por mais de 1 hora).

A moderação e um bom auto-julgamento das necessidades e capacidades individuais é uma condição prévia importante para um uso próspero do SuperMemo. O tempo recomendado de uso do SuperMemo é de 5 a 20 minutos por dia para novatos e não mais de 60 a 90 minutos por dia para estudantes avançados

Simplicidade

É um começo freqüente: um estudante entusiástico do SuperMemo desperdiça o seu tempo aprendendo itens monstruosos que não só se fixam em sua memória, como também são totalmente redundantes para as verdadeiras necessidades do estudante.

Imagine um estudante que quer se lembrar de todos os países europeus e tenta preencher uma lista longa com seus nomes. A situação típica é que ele se lembra da maioria dos nomes na lista, mas normalmente não menciona um ou dois. O resultado é que o item é considerado esquecido sucessivamente e o estudante não observa nenhum progresso na aprendizagem. Usando técnicas mnemônicas, o estudante poderia aprender produzir a lista inteira em uma determinada ordem, mas é improvável que isso represente o conhecimento da forma que realmente se quer possuir. A grande maioria das pessoas cultas não consegue listar todos os países europeus, a não ser que usem o truque de percorrer mentalmente o mapa da Europa em sua imaginação. Obviamente, aprender a lista de nomes não é o bastante para saber algo concreto sobre a geografia da Europa e o truque do mapa não pode ser feito se o estudante sabe apenas a lista e nada mais. Um bom estudante usando o SuperMemo não tentará armazenar a lista inteira em um item. Ele usará um dos truques para estruturar conhecimento e dividirá a lista em muitos itens. Dependendo de que tipo de conhecimento podem ser úteis, o estudante pode usar truques como:

Estes truques certamente introduzirão redundância de informação, mas um estudante inteligente usará a redundância a seu favor. itens imensos consomem muito mais tempo e produzem recordações menos úteis que estes mesmos itens divididos em muitos subitens. Para assegurar a lembrança perfeita, deve ser usada uma abordagem multifacetada para um armazenar um pedaço de conhecimento, i.e., devem ser perguntadas todas as possíveis combinações de perguntas concernentes a uma determinada relação. Por exemplo, se alguém deseja se lembrar que a causa principal de morte é a doença de coração que responde por quase 40% das mortes em países ocidentais, a pergunta seguinte pode parecer insuficiente:

Qual é a principal causa de mortes em países ocidentais?

Isso não permite lembrar qual é a proporção de mortes causada pela doença de coração, nem assegura que a estatística de 40% se refere a países ocidentais. Em vez disso, um conjunto de perguntas multifacetadas seria assim:

Tal coleção de itens, embora redundante e demorada, será aprendida mais rapidamente e deixará um rastro mais estável na memória do estudante.

O problema de estruturar o conhecimento a ser aprendido corretamente é tão crítico que nós recomendamos fortemente que você leia cuidadosamente: 20 regras para formular conhecimento para o aprendizado

Univocalidade

O fato de seus itens serem simples, ainda não garante que eles serão fáceis de lembrar. Um dos obstáculos poderosos na criação de coleções fáceis é o problema da interferência, ou confusão, vindo do fato que dois itens diferentes podem ter perguntas ou respostas semelhantes. Por exemplo, imagine que você quer aprender algo sobre o SuperMemo e cria uma coleção especial para tal propósito. Considere os dois itens seguintes:

  1. Q: Qual é o nome de itens que se assemelham a um ao outro?
    R: itens ambíguos
  2. Q: Como itens parecidos são chamados?
    R: itens equívocos

Você não precisa de muita experiência com o SuperMemo para predizer que o estudante que quiser dominar uma coleção que contém tais dois itens confundirá itens ambíguos continuamente com itens equívocos até que ele descobra que tem dois itens cujas perguntas são semanticamente idênticas mas com respostas diferentes. O remédio simples para o problema é formular um item com duas respostas opcionais:

Q: Qual é o nome de itens que são semelhantes um ao outro?
R: (a) itens ambíguos OU (b) itens equívocos

Em tal um caso, fornecer uma das respostas é suficiente para classificar o item como lembrado (a menos que o usuário deseje se lembrar de ambas definições e substitua o OU por E). O problema da interferência é particularmente visível em tentativas de lembrar números. Nenhum truque simples de quebrar itens em subitens é suficiente aqui. As velha solução para o problema aqui é usar técnicas mnemônicas. Uma técnica mnemônica popular é representar números como figuras e tentar se lembrar de cenas formadas por essas figuras em vez de se lembrar dos números. Por exemplo, em vez de ter o item:

Q: Qual é o valor da constante p?
A: 3.14

o estudante poderia memorizar a lista universal de 10 figuras que correspondem a 10 dígitos, por exemplo:

  1. arpão (porque 1 parace como um arpão),
  2. moeda (porque uma moeda tem dois lados),
  3. tripé (porque um tripé tem três pernas),
  4. cachorro (porque um cachorro tem quatro pernas), etc.

e formular o item mnemônico do modo seguinte:

A: Qual é o valor da constante p?
Q: 3.14 porque:
p parece com pé e ... em um pequeno tripé um balão grande está sendo frito (o balão representa o ponto de fração decimal), de repente alguém perfura o balão com um arpão e de dentro da esfera estourada um cachorro grande pula no estudante.

Se para você não tem problema não se lembrar por exemplo do valor de p, você não precisa se preocupar com técnicas mnemônicas. Porém, ainda que formular a cena acima possa parecer estranho e demorado, essa técnica sempre produz itens que são mais fáceis se lembrar. O resultado é economia de tempo

Concentração

Na busca de cada vez mais conhecimento, o estudante pode desenvolver uma tendência a dar respostas descuidadas e apressadamente pular de pergunta para reduzir o tempo de repetição. Não há nenhum perigo relativo a fazer repetições depressa contanto que a velocidade seja alcançada pela simplicidade dos itens em vez de por negligência nas respostas. É freqüentemente possível responder uma pergunta automaticamente sem entender suas implicações importantes. Em vez de ser semântico, i.e., baseado no significado, as repetições se tornam sintáticas ou literais, baseadas na capitulação automática do texto do item. Não apenas tal conhecimento assim adquirido é de pouco valor, como também o que é mais perigoso, o estudante pode ficar desiludido com o método do SuperMemo por causa de progresso inadequado no desenvolvimento das habilidades desejadas. Para prevenir tal resultado, o estudante tem que controlar constantemente o processo de aprendizagem fazendo as seguintes perguntas:

Todas estas perguntas têm que ocorrer periodicamente repetidas vezes e o estudante constantemente tem que manter o nível mais alto de atenção e concentração. A melhoria obtida dominando a habilidade da concentração é extraordinariamente alta e valiosa. Trabalho malfeito produzirá pouco resultado e causará desilusão. A experiência mostra que repetições feitas de manhã cedo facilitam a concentração adequada (independente do ritmo circadiano e da mentalidade do estudante).

Consciência das fases mentais passada por um estudante típico

Pode ser bastante útil perceber logo do começo as fases passadas por um estudante típico durante a evolução da sua compreensão e atitude em relação ao SuperMemo. As observações apresentadas abaixo foram compiladas de centenas de cartas e questionários enviadas para SuperMemo World, como também de contatos pessoais com dúzias de estudantes de níveis básicos e avançados.

90% dos estudantes começam a usar o SuperMemo por causa de opiniões boas que ouviram falar do programa dos colegas ou da imprensa (recentemente, cada vez mais os clientes chegam de websites do SuperMemo). Em outras palavras, a atitude inicial é positiva e cheia de expectativa. Depois de estudar os fundamentos do SuperMemo, as reações dos estudantes variam grandemente e isso é altamente correlatado com o nível geral de inteligência e educação, especialmente com respeito a ciências exatas. Um grupo significativo de estudantes é desencorajado por causa da natureza mecânica e repetitiva do SuperMemo. Neste grupo, indivíduos sem educação universitária, ou educação universitária em humanidades prevalece fortemente. No outro final do espectro estão os pessoas com formação em matemática, física ou ciências da computação que parecem ter menos problemas em entender os fundamentos do SuperMemo e neles o primeiro é contato com o método é mais provável de aumentar a sua atitude positiva. Deste grupo, o SuperMemo recrutou o maior número de partidários entusiásticos. Só 75% de indivíduos continuam fazendo as repetições além de um mês! Os desitentes provêem as seguintes razões para cessação das repetições: (1) eles não acreditam no SuperMemo (10%) (nenhuma educação universitária ou educação em humanidades), (2) eles não acreditam nos seus próprios poderes de aprendizagem (5%) (principalmente os indivíduos com mais de 45 anos de idade), (3) não têm tempo para repetições (25%) (empresários, médicos, advogados, etc.), e (4) eles pretendem voltar a fazer as repetições no futuro (60%) (estudantes). Só os estudantes que passam o primeiro mês de repetições verdadeiramente podem testemunhar à utilidade do método. Entre esses a taxa de aprovação é 95%! A maioria deles considera o SuperMemo uma ajuda excelente para o aprendizado (50%) ou um produto útil (45%); só 5% desses votos apurados não tiveram uma opinião especificada ou avaliaram o SuperMemo como nada em especial. A SuperMemo World não recebeu um único questionário de um estudante que tenha experimentado o SuperMemo durante pelo menos um mês e que estivesse completamente insatisfeito com o método. Porém, a taxa de atrito depois do primeiro mês ainda permanece alta. Tendo passado um mês de repetições, quase todos estudantes desejam usar o SuperMemo de modo permanente, mas por centenas de razões não podem atender à agenda de repetição (a introdução de Tools: Mercy em 1992 reduziu a taxa de atrito em detrimento da qualidade de aprendizagem!). A atitude mais difundida é esperar retomar as repetições em algum futuro não especificado. Aqui, a desvantagem principal do SuperMemo fica visível: não produz resultados surpreendentes de graça! Produz resultados surpreendentes, mas só mediante ao trabalho duro e sistemático. Nos tempos ocupados de nossa dinamicamente crescente civilização, todos nós muito freqüentemente seguimos o princípio de que é melhor um ovo hoje que uma galinha amanhã. 10 minutos gastos em um telefonema de negócios, lendo um artigo científico, ou escrevendo um relatório parece trazer um resultado imediato. Os mesmos 10 minutos gastos em repetições com o SuperMemo, podem economizar várias horas ou até mesmo dias na vida, mas a economia é difícil de se perceber, até mesmo para um estudante experiente. Além disso, depois de um período mais longo de repetições, o estudante pode chegar facilmente à falsa conclusão que o conhecimento já foi dominado e não requer nenhuma repetição adicional. Assim até mesmo os estudantes mais entusiásticos deixam de lado freqüentemente semanas de repetições; ou até mais, pois abusar de Tools : Mercy produz facilmente a impressão de que tudo está OK com o processo de aprendizagem. Para um usuário comum, pausas em repetições compõem 20% do tempo de aprendizagem regularmente.

Você não deve esquecer que você não é o único que diz que eu farei isto amanhã, ou semana que vem, ou eu acho que eu ainda me lembro de tudo direito. Esquecer é como radiação: você não tem cheiro, não tem gosto mas quando você finalmente nota o poder dela, o dano já é irreversível.

Prazer

Há um modo seguro para contar se um determinado estudante terá êxito em seu trabalho com o SuperMemo ou não. Se ele sente prazer em sessões demoradas com o trabalho repetitivo, é provável que vá fazer um trabalho maravilhoso. Apesar do que aparente a princípio, as repetições do SuperMemo não têm que ser monótonas. Veja alguns exemplos de atividades extras que acompanham repetições e provêem uma base esplêndida para tornar o trabalho com SuperMemo interessante e desafiador:

  1. O que implica um determinado fato ou regra? Ele concorda com os outros fatos que eu já sei?
  2. Em que situações posso usar o conhecimento que aprendi? Qual será o lucro ou satisfação?
  3. Em que situação eu achei que deveria me lembrar de determinado item? Eu pude realmente fazer uso deste conhecimento?

Se o processo de repetição parecer ser tedioso e monótono, o estudante precisa reconsiderar todas as condições para o sucesso mencionadas anterirormente seriamente (também veja: 20 regras para formular conhecimento). Falta de entusiasmo é o primeiro sintoma de uso inadequado do SuperMemo. Por outro lado, quando razoavelmente e conseqüentemente aplicado, o SuperMemo parece ser bastante viciante e você o achará absolutamente indispensável para seu sucesso pessoal e profissional

Saúde

Como na maioria das atividades humanas, a saúde ajuda a alcançar resultados melhores no processo da aprendizagem. Crescentemente se torna um conhecimento comum saber como se manter saudável e em forma. Porém, ainda pode ser útil listar os princípios mais importantes que deveriam ser lembrados por todo estudante:

  1. Quantidade suficiente de sono. É durante sono que a conversão da memória de curto prazo para longo prazo acontece. Particularmente, a fase REM do sono é valiosa e cada noite em claro reduz a proporção de sono de REM na noite seguinte. Intenso trabalho intelectual pode causar demanda aumentada de sono e nada deve impedir o estudante de satisfazer esta demanda (40 minutos de SuperMemo por dia pode aumentar sua demanda natural de sono em até uma hora). Ninguém nunca se beneficiou ao tentar economizar tempo dormindo menos. Tentando imitar Edison, o estudante provavemente irá reduzir o seu desempenho. A fadiga causada pela falta de sono é um dos principais fatores que podem arruinar uma sessão de SuperMemo. Se você não teve sono o bastante de noite, um pequeno cochilo pode ser um remédio excelente
  2. Exercício físico é absolutamente necessário para todo estudante próspero. Sem isto, os sistemas respiratórios e circulatórios não podem se adaptar facilmente a demanda aumentada de oxigênio no intenso trabalho intelectual. Um estudante fora de forma tende a estar sonolento e não pode manter o nível suficiente de atenção em sessões longas com o SuperMemo. Dores na coluna, olhos, problemas de hemorróidas, desordens gastrointestinais, dano de estresse repetitivo e muitas outras doenças de um estudante trabalhador grandemente serão prevenidas com um nível alto de boa forma em indivíduos fisicamente ativos. Esporte que resultam em um aumento duradouro na freqüencia do coração e no consumo de oxigênio, por exemplo, correr, ciclismo, natação, etc. são recomendados particularmente
  3. É um conhecimento comum que fumar e beber são as principais causas evitáveis de um grande espectro de desordens que não só interferem no processo da aprendizagem como também são perigosos à saúde e no final das contas, à vida. O alcoolismo é notório por seus efeitos tóxicos no cérebro e é uma das principais causas ambientais de demência senil (perda de memória em idade avançada). Também é conhecido por reduzir o número de receptores de NMDA no cérebro (receptores envolvidos na memória) e reduzem a retenção em testes de memória. Afeta memória de curto e longo prazo. Beber moderadamente pode ser benéficos para saúde mas você deve evitar beber antes das repetições devido a menor concentração e a possível sonolência. Fumar é um hábito muito conhecido por sua contribuição para doenças de coração e câncer; porém, até mesmo para um estudante que se preocupe muito com o seu próprio futuro, vale a pena notar que fumar também causa hipertensão, excitabilidade aumentada do sistema nervoso, hipoxia cerebral (oxigenação reduzida do cérebro) e muitos outros efeitos que são altamente indesejáveis para o aprendizado
  4. Nutrição adequada é indispensável para aprendizagem próspera. É difícil especificar diretrizes particulares com exceção do fato que as comidas consumidas devem obedecer o que geralmente é considerado uma dieta saudável. Por exemplo, todo mundo sabe por experiência própria que um almoço satisfatório deixa a pessoa mais inclinada a sentar e estudar, mas por outro lado, a pesquisa demonstra que o nível de agilidade mental cai substancialmente depois de uma refeição. Também é sabido que uma dieta de pouca gordura previne arteriosclerose e deveria ser considerada desejável. Porém, outros espetáculos de pesquisa que o nível de sangue reduzido de lipoproteínas (um grupo de componentes gordurosos) tem uma influência negativa no desempenho em testes de inteligência. Uma dieta saudável média, deve satisfazer todas as necessidades nutricionais de um estudante, de forma que nenhum suplemento será necessário. Administração regular de vitaminas, particularmente B e C, ou preparações minerais, porém, podem ter valor preventivo
  5. Chá e café são usados por muitas pessoas como estimulantes, especialmente como um remédio para o déficit de sono. Embora tenha um efeito positivo na atenção, níveis altos de cafeína e teofilina (combinações ativas de café e chá) podem causar inquietude, problemas de concentração e, pior de tudo, perturbações no sono. Ambas as bebidas, como também todos os tipos de refrigerantes colas com cafeína, devem ser usado com moderação
  6. No estado de repouso, o cérebro usa só uma proporção pequena de oxigênio que é ligada a hemoglobina nos pulmões. Porém, em casos de intenso trabalho de intelectual, ele pode gastar 30 ou mais por cento de oxigênio total. Como você observará, SuperMemo é um técnica particularmente cansativa, principalmente porque força seu cérebro a trabalhar em sua marcha mais alta (repetições estão marcadas nos intervalos mais longos o possível). Em média, o estudante não treinado sofrerá uma sonolência opressiva logo após 30 minutos de repetições contínuas. A maioria das pessoas considera impossível trabalhar com o SuperMemo por mais de 1 hora e cada minuto além deste limite pode se tornar uma tortura mental genuína. Isto reafirma a grande importância da disponibilidade de ar fresco no local onde a aprendizagem acontece. Trabalhar em duas ou até mesmo três sessões também pode ajudar. Quantidade suficiente de sono, ar fresco e entusiasmo para o trabalho é são os melhores aliados de um estudante que deseja fazer sessões longas com o SuperMemo e produzir resultados fabulosos

Decálogo mnemônico

  1. Trabalhe regularmente diariamente com o método do SuperMemo a mesma quantidade de tempo. Sem esforço, sem lucro,
  2. Crie suas coleções usando só o conhecimento mais aplicável. Não entre muito em detalhes antes de entender o quadro geral do campo que deseja dominar. O rabo não pode abanar o cachorro
  3. Não trabalhe demais. Mais pressa, menos velocidade
  4. Antes de embarcar em intensa expansão de seu sistema de conhecimento, confira se sua habilidade para formular itens fáceis de lembrar é suficiente, e confira quais são seus poderes e quanto tempo você pode dispor para gastar em aprender. Olhe antes de pular
  5. Tenha certeza que seus itens são tão simples quanto possível e que eles perguntam por todos os aspectos importantes do conhecimento a ser aprendido. Simplicidade é beleza
  6. Economize tempo de repetição futuro usando técnicas mnemônicas para os itens mais intratáveis. Uma atenção a mais em um ponto é recompensada no futuro
  7. Se concentre e não pare de pensar. As repetições devem ser conscientes, não automáticas. Todas as dificuldades vêm da ignorância
  8. Se você não acha utilizar o SuperMemo agradável, então pare de adicionar itens novos e preste mais atenção na limpeza seu sistema de conhecimento eliminando o que for inútil ou mal-estruturado. Uma vez que você tornar suas repetições agradáveis, seu entusiasmo triplicará seus resultados. Nada tem sucesso como o sucesso
  9. Mantenha a forma. Não durma menos, exercite-se regularmente e abandone todos os hábitos perigosos como fumar ou beber. Corpo saudável promove o espírito saudável
  10. Leia as regras acima de vez em quando ou as formule como itens do SuperMemo que possam ser colocados em uma de suas coleções de aprendizagem. Esqueça-se do esquecer (diz SuperMemo World). Por exemplo: Quel é o melhor método contra itens intratáveis? ... Resposta: Apague-os! (para soluções menos radicais veja: 20 regras para formular conhecimento)

Também veja: Eficacia (Decálogo em espanhol)